Notícias?

Trazemos aqui uma compilação de artigos referentes a nossa área de atuação.

Surto de Covid-19 em uma unidade de hemodiálise urbana

 

A pandemia da COVID 19 apresentou desafios únicos para os pacientes em hemodiálise. Apesar de ter fatores de risco grave, os pacientes devem visitar os serviços de hemodiálise três vezes por semana, em que o distanciamento físico é um desafio.

Apesar dos protocolos em vigor para identificar e isolar indivíduos assintomáticos, um Centro Médico  Acadêmico em Toronto ; Canada, com 240 pacientes em hemodiálise de manutenção  em um Centro de Hemodiálise, identificou um surto de COVID 19.

Os protocolos foram iniciados antes do surto, com distanciamento físico na sala de espera e duas pré triagens, sendo um contato telefônico com o paciente no dia anterior a dialise e outra no dia do procedimento, na área de espera da hemodiálise. A triagem na área de espera envolvia aferir temperatura timpânica e responder a um questionário com três perguntas > sintomas de respiratórios, contato desprotegido e próximo  com alguém com COVID 19 confirmado nos últimos 14 dias  e viagem para fora do país nos últimos 14 dias. 

A unidade  de hemodiálise é dividida em duas grandes salas no mesmo andar, cada uma  ocupando um lado do corredor. Cada sala é subdividida em três  grandes grupos de 4 a 8 estações de trabalho.  A equipe de saúde é designada a trabalhar com os pacientes em uma estação de trabalho, os pacientes fazem dialise três vezes por semana, em turno de manhã, tarde e noite e utilizam ônibus cedidos pelo governo para o transporte para o serviço de dialise e volta para casa  .

Dois pacientes tiveram COVID 19 diagnosticado em 7 de abril de 2020. Em 9 de abril, foram diagnosticado três novos casos, caracterizando o surto.

Entre 11 e 22 de abril todos os pacientes e funcionários que interagiram com pacientes de hemodiálise foram testados para SARS COV 2, com swabs de orofaríngeos e realização de RT PCR. As precauções de contato e gotículas foram implantadas para toda a hemodiálise em 10 de abril. Os contatos domiciliares foram identificados e testados por profissionais de saúde pública .

Foram  11 (4,6%( pacientes e 11 (12%( profissionais de saúde tiveram SARS COV 2 identificado por  RT PCR . Entre os indivíduos positivos, 12 ( 55%( eram assintomáticos no momento do teste e 7 ( 32%( eram assintomáticos durante o acompanhamento, 5 pacientes com teste positivo necessitaram de internação , sendo 2 em terapia intensiva. Após 30 dias de acompanhamento, nenhum paciente evoluiu a óbito ou necessitou de ventilação mecânica. Nenhum membro da equipe de saúde da hemodiálise necessitou de internação .

O surto foi declarado resolvido pelo Controle de Infecção Hospitalar, que conduziu a  investigação e tomada de decisões , em 10 de maio de 2020, após 14 dias sem novos casos detectados.

Procedimentos rigorosos de triagem pré tratamento são necessários para  identificar pacientes sintomáticos com COVID 19. No entanto, durante esse surto, 55%  dos casos eram assintomáticos no momento do teste , destacando a necessidade de identificação abrangente dos contatos  e testagem de todos os pacientes e equipe, quando casos novos de COVID 19 forem identificados. Implantação de contato e precauções por gotículas, isolamento de pacientes infectados durante a hemodiálise e quarentema  domiciliar dos funcionários infetados foram essenciais para o controle desse surto. 

 

Artigo original:

COVID-19 Outbreak in an Urban Hemodialysis Unit PMCID: PMC7362862