Notícias?

Trazemos aqui uma compilação de artigos referentes a nossa área de atuação.

Detecção de RNA SARS;:COV :2 no ar e em superfícies na enfermaria COVID -19 em um hospital em Milão, Itália

 

O surto do novo Coronavírus progrediu rapidamente em todo o mundo e a pandemia encontrou sistemas de saúde, os cientistas e a sociedade despreparada para o enfrentamento de um vírus pouco conhecido, com alto poder de disseminação e extremamente mortal.

A Itália foi o primeiro país europeu afetado pelo vírus , com disseminação sustentada e alta taxa de mortalidade e  um sistema de saúde com altos encargos, levando os serviços de saúde perto de um colapso, que se verificou com um consistente  aumento do número de casos.

Nesse cenário, pesquisadores de um hospital de Milão realizou um estudo com objetivo de avaliar a contaminação do ar e superfícies com RNA de SARS - COV2 na enfermaria de COVID - 19, a fim de compreender a extensão da eliminação viral, e em seguida melhorar a gestão de cuidados da saúde e implementar medidas de segurança para os pacientes e profissionais.

O estudo ocorreu em maio de 2020, na área que consistia na enfermaria de COVID-19, que incluía um Centro Cirúrgico convertido em Unidade de Terapia Intensiva, com oito leitos. O sistema de ar condicionada era de pressão negativa e a limpeza de superfícies e objetos realizada diariamente com uma solução de cloro ativo ( 5 a 10%). No dia do experimento, as amostragens foram coletadas antes da realização da limpeza.

Foram coletadas 37 amostras de swab e 5 de ar de três áreas classificadas como contaminada ( destinada especificamente para pacientes COVID) , semi contaminada ) (montada para desparamentação)  e limpa ( área destinada especificamente para itens não contaminados) armários, passagem para os profissionais e um vestiário.  Os pacientes não foram autorizados a entrar nas áreas limpa e semi contaminada. As diferentes áreas dentro da enfermaria COVID 0 19 eram contiguas, porem separadas por portas estanques com sistema de fechamento automático para evitar possíveis contaminações. A equipe médica e paramédica era composta de 8 pessoas, obrigadas a usar EPIs ( equipamentos de proteção individual(incluindo viseiras tipo face shield)

A escolha dos locais, bem como os insumos e técnicas de coleta seguiram rigor científico. Os swabs estéreis foram utilizados para amostras de superfícies e objetos potencialmente  contaminadas, como grade de camas, teclados de computador, maçanetas , dispensadores para higiene de mãos, telas de equipamentos sensíveis ao toque ,  parede, equipamentos médicos , torneiras de água, entre outros e  das amostras de ar foram obtidas pelos MD8 Airport Portable Air Sampler com filtros de membrana de gelatina.

Na análise dos resultados, nove entre as 37 amostras de swab foram positivas , sendo sete delas coletadas na área contaminada e duas na área semi ; contaminada. Na área limpa não foram identificadas RNA viral nas superfícies . Duas amostras virais foram identificadas na sala  de desparamentação. Este achado evidenciou a criticidade da desparamentação.

As amostras positivas para PCR foram obtidas da superfície de dispensadores  para higiene de mãos , equipamentos médicos, telas de equipamentos médicos  sensíveis ao toque (non touch) [ prateleiras para equipamentos médicos, grades e maçanetas de portas. Esses resultados confirmam diversas publicações que relatam taxas de positividade microbiana em superfícies de alto contato com as mãos. Embora o RT- PCR não determine a inefetividade , a identificação do RNA viral nesses itens indica a eliminação do vírus , podendo ser um marcador de limpeza e desinfecção ineficazes. Todas as amostras de ar coletadas nas áreas contaminadas foram positivas para o RNA viral.

Esses achados sugerem que medidas rígidas de proteção estrutural e pessoal, bem como desinfecções sistemáticas, devem ser implementadas para reduzir o risco de infecção para os profissionais de saúde que atuam nessas áreas.

 

Artigo original:

SARS-CoV-2 RNA detection in the air and on surfaces in the COVID-19 ward of a hospital in Milan, Italy - PMCID: PMC7319646